5 melhores práticas de SEO para e-commerce

Visibilidade é a chave para o sucesso de qualquer negócio. Quando falamos em e-commerce essa visibilidade está inevitavelmente atrelada a um bom posicionamento em sites de busca como Google, Yahoo ou Bing. Por isso, ter uma estratégia de SEO consistente é imprescindível para gerar leads qualificados e chegar aos diferentes clientes potenciais.

No post de hoje vamos listar algumas práticas de SEO para e-commerce que não podem faltar no seu negócio. Confira!

1. Escolha plataformas que usam técnicas de SEO para e-commerce

O primeiro passo para ter uma boa estratégica de SEO é estar em uma plataforma que permita sua utilização.

Infelizmente, muitos desenvolvedores nacionais ainda não se atentaram para a importância do marketing de engenharia de buscas e oferecem plataformas com poucos recursos para o uso do SEO — ou mesmo são plataformas que impossibilitam usá-lo.

Mais que ficar de fora das melhores posições nos sites de busca — o que é um grande problema em termos de divulgação do seu e-commerce —, você também terá um gasto extra ao ter que mudar de plataforma para melhorar sua visibilidade.

O melhor é se informar durante o planejamento sobre as ferramentas de SEO disponíveis na plataforma de comércio eletrônico que pretende usar.

2. Escolha uma palavra-chave para cada página

Para ranquear as páginas em seu sistema de buscas, o Google avalia a relevância do seu conteúdo para o usuário que fez a pesquisa.

Para ampliar suas chances de aparecer na primeira página de diferentes buscas, escolha uma palavra-chave diferente para cada página do site. Assim, cada produto e categoria serão otimizados individualmente.

Preparando cada página do e-commerce

  • Título: deve conter a palavra-chave escolhida, ser criativo e explicativo. O título não deve ter mais que 70 caracteres, que é o máximo que o Google exibe sem cortes.
  • URL: também deve trazer a palavra-chave, ser curta e amigável, escrita apenas com palavras e hífen.
  • Descrição: deve ter no máximo 155 caracteres, ser atraente para quem procura o produto e estimular o desejo de compra. A palavra-chave também tem que aparecer na descrição.

Esse é um trabalho que pode ser bem demorado, dependendo da variedade de produtos do seu e-commerce, mas traz excelentes resultados.

3. Pesquise palavras-chave relevantes para o seu negócio

Escolher palavras-chave é um trabalho que também precisa de planejamento. Mais que escolher aquelas que têm mais a ver com o produto ou a categoria da sua página, é preciso descobrir quais palavras os seus clientes e potenciais clientes utilizam quando vão pesquisar esses artigos na internet.

O Google disponibiliza uma ferramenta gratuita, Google Adwords, que fornece algumas informações sobre as palavras-chave mais buscadas. É também uma ótima ferramenta para ajudar na escolha de novas palavras-chave.

É importante lembrar que plural, acrescentar ou retirar um artigo e grafia correta fazem toda a diferença na ordem em que sua página vai aparecer na busca.

4. Pense no funil de vendas na escolha das palavras-chave

Quando estiver fazendo a pesquisa por palavras-chave tenha em mente todo o funil de vendas. Seu site deve aparecer ao potencial cliente em todo o processo de compra, aliando tanto a estratégia Head Tail quanto a Long Tail.

Palavras Head Tail são utilizadas para atrair o consumidor que está no início da jornada de compras, ainda pesquisando um determinado produto. Ela pode ser utilizada para a categoria, como “televisão”, por exemplo. Elas atraem mais leads, mas geram conversões menores, já que a decisão ainda não está tomada.

Já as palavras Long Tail, como “televisão 4k Samsung”, vão gerar menos leads, porém mais conversões, uma vez que o consumidor está mais maduro sobre o produto que deseja.  

5. Use SEO nas imagens

É possível descrever as imagens dos seus produtos usando técnicas de SEO. Para isso, é preciso usar corretamente as tags e ter uma descrição clara e informativa. Assim, os robôs do Google conseguem ler bem a imagem.

O nome original do arquivo é descrito com a tag <src>. Já a tag <alt> é para o texto alternativo, usado nos casos em que a imagem não é exibida.

Gostou do nosso post sobre práticas de SEO para e-commerce? Leia também nosso artigo sobre o que boas práticas de SEO podem fazer pelo seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.